Extração de DNA

Olá Pessoas!
Estava com saudades do BioMomento, mas a correria do início do ano é grande.
Agora tudo está se organizando, aos poucos.
Tenho muitas novidades, aos poucos vou postando.
Hoje trago uma dica de experimento que pode ser feito em casa, e é bem interessante.
Fizemos na escola no ano passado. Não reparem na qualidade das fotos, tirei com celular.
Então vamos ao experimento:

Extração de DNA de morango, banana e kiwi

Material:

· Morangos, bananas e kiwis
· Saco plástico (tipo zip)
· Copo transparente
· Filtro de papel
· Coador
· Detergente
· Sal
· Álcool gelado
· Palito de madeira

· Água morna
E, claro, alguns alunos comprometidos.

Procedimento:


Retire as folhas e os cabos de 3 ou 4 morangos e coloque os morangos dentro de um saco plástico. Assim como a banana e o kiwi descascados (em sacos separados). Feche os sacos e os amasse bem.

Adicione uma colher de chá de detergente uma pitada de sal e um pouco de água morna as frutas amassadas no saco. Amasse mais e misture tudo muito bem.

Passe a mistura pelo coador com filtro de papel para dentro de um copo transparente.
Adicione álcool gelado ao suco das frutas que se encontram agora dentro do copo. Coloque mais ou menos o dobro de álcool em relação à mistura das frutas.
Mexa a solução e aguarde um pouco. Você verá se formar uma “nuvem branca” na solução. Aí está o DNA!
Puxe o DNA como um palito ou bastão de vidro.
E um brinde com DNA das frutas! Obrigada Carol, Gabi, Felipe, Fernanda e Janaína.

Algumas explicações:
- Maceramento
As frutas devem ser maceradas (amassadas)para que a parede celular (estrutura
espessa e rígida presente em células vegetais) seja rompida.
- Peneirar
Peneirando o material é possível separar restos de estruturas celulares da solução contendo DNA de outras moléculas.
- Detergente
As membranas plasmática e nuclear são compostas principalmente por lipídios. A função do detergente é desestruturar as moléculas de lipídio das membranas biológicas. Desta maneira, as membranas sofrem ruptura e todo o conteúdo celular - inclusive o DNA - fica disperso na solução.
- Sal
A adição do sal (NaCl) no início da experiência proporciona um ambiente favorável para a extração, pois o sal, depois de dissolvido na água, se dissocia e contribui com íons positivos que neutralizam a carga negativa do grupo fosfato do DNA. As moléculas de DNA passam a não sofrer repulsão de cargas entre si, o que favorece sua aglomeração.
- Álcool
O álcool desidrata o DNA, de forma que este não mais fica dissolvido no meio aquoso. Além disso, o DNA tende a não ser solúvel em álcool e, deste modo, suas moléculas se agrupam. Como o DNA tem menor densidade que os outros constituintes celulares, ele surge na superfície do extrato. Quanto mais gelado o álcool, menos solúvel será o DNA.
Fonte: Experimentoteca USP

Até a próxima, espero voltar em breve!

Camila

17 comentários:

Anônimo disse...

EBAA, tô no BioMomento!!! Pro Camila, mt obrigada por nos ensinar sempre!! Bjo, Fernanda :)

Anônimo disse...

Professora, parabens pelo seu trabalho, suas informaçoes sao muito intereçantes
Trabalho fantastico
Parabens

pipetador disse...

Muito bom mesmo esse tipo de auola é um estímulo super necessário para os alunos e quem sabe futuros cientistas. Parabéns!

Sandra Shimura disse...

Muito legal essa aula!!
Beijo

Isa disse...

Aaah que legal! Queria já ter voltado pra poder fazer essa experiencia tambem :) muito legal a iniciativa pro!

Anônimo disse...

muito interessante esse experimento achei muito legal

Anônimo disse...

adorei a materia me ajudou bastante para enteder melhor esse processo parabens beijossss

eu disse...

gostei muitooo desta aula, afinal me ajudou bastante para fazer um trabalho na escola.Brigadão gente!!!

eu disse...

adodeiiiiiiiiiiii

Isabelle Silva disse...

Informações para uma super experiência,adorei galera....!

Anônimo disse...

Muito legal mesmo a experiencia, bom trabalho!!!

Anônimo disse...

Boa tarde. Estou tentando fazer este experimento com meu filho para ser apresentado na feira de ciências, porém não obtivemos êxito. Gostaria de saber a quantidade exata de água que deve ser colocada. Na hora de coar tivemos muita dificuldade. Primeiro não conseguimos coar pois a massa de banana estava muito concentrada. Depois adicionamos mais água e o produto coado ficou como se fosse água pura. O filtro é esse de coar café? Obrigada,
Vera

Camila disse...

Olá Vera!
O coador é o mesmo de café, mas se vc teve dificuldade, ´pode usar uma peneira plástica.
Qto a água, só o suficiente para virar um "caldinho de fruta". Se ficou grosso, pode completar com mais água.
Me manda seu e-mail que te mando mais detalhes e vou tirando suas dúvidas.
Boa sorte na feira de Ciências!
Camila

Anônimo disse...

O que se ve é DNA puro?

Anônimo disse...

No microscópio vê-se a dupla hélice?

Anônimo disse...

Nossa me ajudou muitooo, já não sabia mais onde achar.. =)

The Life of Guister disse...

Primeiro gostaria deparabenizá-la pelo blog, sou biólogo também e professor e sei como é importante este contato virtual com os alunos. Quanto ao que os anônimos acima perguntaram, sim é DNA mas obviamente com algumas imourezas pois o experimento não é feito em laboratório, com enzimas específicas e tudo mais. E não tem com ver a dupla hélice pois é uma estrutura molecular e portanto, muito menor do que uma célula que é visível em um microscópio comum.

Mais uma vez, parabéns professora, você faz um excelente trabalho com certeza.

Abraço.

Postar um comentário