Ipê teimoso!

Um Ipê Amarelo foi cortado e seu tronco foi transformado em poste.
Após o poste ser fincado na rua, foram instalados os fios da rede elétrica.
Eis que a árvore se rebela contra a maldade humana e resolve não morrer. Mas a reação foi pacífica, bela e cheia de amor.
Rebrotou e encheu-se de flores.
Assim é a natureza...vencedora !

Porto Velho - Rondônia - Brasil

Com o florescimento do poste, a fiação elétrica foi transferida para um poste de concreto fincado ao lado.
Agora o Ipê reina livre dos fios.
Sem essa avaliação, os técnicos o plantaram, e quando ele começou a florir foi um susto para população
Assim feito, até hoje ele está por lá….


Leiam a reportagem completa abaixo:
DA ENERGIA SE FEZ A VIDA
“Na guerra pelo progresso, o homem não mede esforços e as conseqüências dos seus atos. O importante é avançar. Numa batalha desigual, destrói insanamente os recursos naturais, essenciais à sobrevivência. A resposta da natureza pode até demorar, mas não falha. Às vezes, é imediata, intrigante ou mesmo desafiadora. Só precisamos interpretá-la.Num ato silencioso e inusitado, ela respondeu aos afiados machados e às violentas motosserras, maiores formas do desrespeito destruidor. Insistiu e exigiu seu espaço para expor a beleza de suas flores e a generosa sombra de sua copada, numa grande demonstração de energia e desejo de viver. Derrubado e transformado em poste para suporte dos fios da rede elétrica, o Ipê amarelo não se entregou. Com uma reação estupenda, recuperou sua pompa e reinado de árvore símbolo nacional. Rebelou-se à condenação injusta, criou suas raízes no solo e voltou a reinar absoluto, esbanjando alegria e beleza com sua identidade marcante.Reconsiderando o seu ato, o homem decidiu transferir a rede elétrica a um poste de concreto instalado ao lado. Agora o Ipê reina livre dos fios.Este Ipê que pode ser honrado com “I” maiúsculo, é uma atração pública em Porto Velho, capital de Rondônia, distante 3.500 quilômetros de Porto Alegre.
Doce privilégio dos moradores do bairro, a exemplo do fotógrafo amador Leandro Barcellos, gaúcho de Passo Fundo que reside em Porto Velho nos cede a imagem para saboreio dos eletricitários gaúchos.
Com forte herança dos povos latinos, durante algumas décadas, Rondônia exerceu forte poder de atração sobre sulistas e nordestinos para exploração mineral, extrativismo e agricultura, desenvolvendo uma nova cultura miscigenada.“

(Foto: Reprodução/Leandro Barcellos)


Lindo, né? Nos ensina que é possível florescer por pior que seja a situação.
Isso ocorreu há algum tempo, mas a lição que nos ensinou serve para a vida inteira; isso é a demonstração da vida.
Enquanto há vida, há esperança!

4 comentários:

Cris Oliveira disse...

nossa, que matéria linda, amiga. Realmente vc falou tudo temos que florescer em qq ambiente. ADOREI. Obrigada!!! adorooo ipê amarelo.

beijao
Cris

Maura disse...

Camila, você é demais menina. Está lindo, perfeito, já é um sucesso. Serei frequentadora assídua. Só faltou uma coisinha... orquídeas. Mas tenho certeza que aparecerão....Beijos, parabéns

Fabio Lisboa disse...

Oi Camila,

Parabéns pelo útil e simpático BLOG e pela divulgação desta matéria. Coloquei um link para o seu blog apos a historinha "biográfica" que este ipê me inspirou a escrever, qdo tiver um tempo dê uma passadinha por lá: www.fabiolisboa.com.br

Abs,
Fabio

Giovanna disse...

gostei muito mais eu queria a exploração mineral no brasil se vc tiver alguma coisa manda para me emeil e gicornachini@hotmail.com bjss

Postar um comentário